Domingo, 11 de Novembro de 2018

Museu do Volfrâmio e Posto de Turismo da Vila de Cerva

     A Casa do Povo de Cerva, um dos belos exemplares da arquitetura portuguesa, edificada no ano de 1944, a pedido de Padre António Gonçalves Pereira André então presidente da assembleia geral e da qual António Mendes foi encarregado na sua construção, escriturário e fiscal, acolhe atualmente o Museu do Volfrâmio e Posto de Turismo.

      O “Vila de Cerva” foi visitar este Museu. Este edificio teve um conjunto de intervenções remodelativas desde 2013 a 2015, adquiriu de um conjunto de conteúdos tais como, uma coleção geológica, documentação, uma grande maquete topográfica da área mineira de Cerva e alguns utensílios referentes à atividade, especialmente referentes à sua extração. Aguarda ainda pela aquisição de uma Vagona do transporte proveniente das minas em fase de restauro, que passará muito em breve a ser parte integrante do mesmo.

      Inaugurada a obra em 2016 só em 2018 é que abriu a exposição ao público.

Museu do Volfrâmio - Vila de Cerva.jpg

      Quanto à atividade Mineira em Cerva como se sabe embora tivesse iniciado antes da I Guerra Mundial, o seu ponto mais alto de extração situou-se só no período da II Guerra Mundial. Fase áurea em que o volfrâmio chegou aos 1000$00 Kg! Dizia-se por cá que as pessoas "fumavam notas"! O Volfrâmio valia muito dinheiro.

      Durante este período aqui houve muito emprego não só para os Cervenses mas também para os das terras limítrofes. Não foram só homens mas também senhoras que aqui trabalharam. Os homens em trabalhos mais duros e as senhoras em mais leves. A Senhora Luísa, foi uma de muitas mulheres trabalhadoras nas minas, esteve nas mesas de lavagem do Volfrâmio.

Casa do Povo - Museu do Volfrâmio.jpg

      O “Vila de Cerva” encontrou mais ainda, durante a VI Exposição Fotográfica da Cerva na cidade do Porto, um ex funcionário, natural de Veade que trabalhou até ao fim da laboração destas Minas. Este Senhor começou aos 16 anos a trabalhar nas Minas de Cerva como apontador (tinha a responsabilidade anotar o peso de Volfrâmio por cesta e o número das mesmas que chegavam via teleférico vindas das minas de Adoria para a Lavaria do Penoso, e no final de cada dia apresentar um relatório correspondente).

      Este amigo contou ao “Vila de Cerva” que naquela altura, quando vinham os Alemães a Cerva visitavam os escritórios da Lavaria mas as reuniões de negócios eram feitas sempre em lugar afastado para que ninguém ouvisse as conversas. Existia um lugar especifico do outro lado do rio Lourêdo num carvalhal para as fazer. Um homem trabalhador da Azenha tinha um pequeno barco, para fazer a travessia do rio com os visitantes alemães, levava-os até esse lugar privilegiado, hoje chamado Parque Cervinhas, era aí nesse local que então eram efetuados os negócios, de compra e venda do volfrâmio, com eles em perfeito sigilo.

Vila de Cerva - Museu do Volfrâmio - Posto de Tur

      Esse mesmo barco transportava as areias provenientes da Lavaria para o outro lado do rio, eram depositadas numa elevação entre o atual Parque Cervinhas e a Açude de Carvalheda (atualmente conhecida como das Casas Novas) onde aí permaneceram muitos anos armazenadas ao ar livre até mais tarde serem vendidas para a construção civil entre os anos 80 e 90.

     Visitar este Museu é algo culturalmente interessante, é um orgulho histórico para a nossa Vila de Cerva e para a nosso País.

      Está visitável de terça a sábado, entre as 9h30 - 13h00 e 14h30 - 18h00.

     Tanto na entrada como na saída, passa.se pelo Posto de Turismo, de onde pode adquirir recordações se as desejar!

publicado por Abraão Mendes às 20:13
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Museu do Volfrâmio e Post...

. VI Exposição Fotográfica ...

. Grupo Desportivo de Cerva

. Festa da Nossa Senhora de...

. Noites de Verão 2018 na V...

. Festa de São Pedro da Vil...

. Feira muda para o Centro ...

. Maquetes da Vila de Cerva

. Santa Casa da Misericórdi...

. Cerva na primavera

.arquivos

. Novembro 2018

. Setembro 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Abril 2015

. Janeiro 2015

. Setembro 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Dezembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Junho 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Março 2011

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Julho 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds